In Dezembros Inspiração

50 coisas que aprendi em 2016

Hey, amigos!
2016 foi bem difícil, de muitas bads na minha vida e na de muita gente que eu conheço. Foi ruim pra mim, mas acho que foi pra todo mundo. Passei o ano inteiro com uma sensação de não pertencer a lugar ou coisa alguma, perdi muitas referências, não consegui me encontrar e apenas segui os dias.

Fui ainda mais monotemática do que costumo ser, amei demais e amei as pessoas que não me amaram de volta. Quis morrer, quis dormir muito, erro seguido de erro, sem ver muito sentido nisso, mas no fim, tudo se esclareceu. Precisava atravessar o fogo e como diz Bukowski, em "Como está seu coração?", o que mais importa é quão bem você caminha pelo fogo.

Na esperança inútil de que as coisas ruins fossem desaparecer feito mágica fui levando os dias, pois simplesmente não queria ter de lidar com nada daquilo que me fazia tão mal. Só pedia pra tudo parar. Da segunda quinzena de agosto pra cá, tudo só piorou. Passei o resto do ano me sentindo um lixo, sentindo que, de uma maneira ou de outra, acabo afastando as pessoas que amo, por não saber lidar com esse tumulto de sentimentos que eu sou. 

Diferente de todos os anos, na véspera do reveillon, não comprei roupa nem lingerie branca e nova, não me importei se teria um jantar decente, se estaria num lugar animado e cheio de amigos. Sinto que perdi meus amigos. Apenas limpei minha casa, arrumei as plantinhas, lavei o cabelo, pintei minhas unhas de preto - como de costume - e não pensei no fato de que não teria fotos incríveis demonstrando toda minha felicidade e gratidão pela passagem do ano. E tudo bem. Só quero que fique tudo bem novamente. 

É isso que vale a pena.

E quando a gente se dá conta disso, emerge daquela mina escura e funda e se desprende de tudo de ruim que nos segurava lá embaixo; é recompensador. Quero, de certa forma, até agradecer a tudo isso, pois me fez aprender, me fez crescer como pessoa, a ter consciência de uma força tão enorme que eu não sabia que tinha. Obrigada a todo mundo que me acompanhou por aqui ou pelo Instagram - lá eu fui bem mais ativa - a fotografia acabou preenchendo a função da escrita que sempre foi a minha terapia. 

Agora eu listo as 50 coisas que mais valeram a pena aprender/descobrir em 2016. Elas vão nortear meus dias daqui pra frente.  



Em 2016, aprendi que:


01. As perdas existem e virão da forma mais dolorosa, pois a gente aguenta, sim.
02. As pessoas que gostamos vão mentir pra gente sem o menor motivo.
03. Não existe possibilidade de conciliar boletos e diversão.
04. Fazer supermercado é possível, mas é impossível comprar carnes decentes.
05. Teria de me privar do que amo muitas e muitas vezes.
06. Cozinhar é uma forma de carinho.
07. Se você cuidar direitinho as plantas crescem fortes e lindas.
08. O silêncio é mesmo a melhor resposta.
09. Papeis assinados é que são valorosos, pois de boca só beijo.
10. A maioria valoriza o ruim e despreza o bom, e o que é pior, conscientemente.
11. Nossa saúde mental é valiosa demais pra ser desprezada.
12. Sua gratidão, provavelmente, será confundida e você será feito de trouxa.
13. Chá de hibisco gelado é umas das melhores invenções da humanidade.
14. Você pode envelhecer 10 anos em 1.
15. Realmente, tirando a morte, tudo tem jeito.
16. Sorrir não é tão fácil como dizem.
17. É impossível viver no mundo sem ter uma família.
18. Dizer não é muito difícil, mas é libertador.
19. Na maioria das vezes nos mantermos positivo é a única coisa que podemos fazer.
20. Ingratidão mata a afeição.
21. Devemos escolher nossas batalhas; há coisas que devemos deixar ir.
22. Não dá pra acertar sempre.
23. Perdemos muito tempo com nosso cabelo.
24. Se uma pessoa parece não se importar você deve acreditar nela.
25. Limites existem e devem ser considerados.
26. É muito bom fechar os olhos e imaginar que estou realizando um sonho.
27. Lavanda é o meu cheiro favorito.
28. É muito legal sorrir para desconhecidos.
29. É bom deitar pra dormir e relembrar todas as coisas que aconteceram comigo durante o dia.
30. Eu sou maior do que era antes e estou melhor do que era ontem.
31. A minha mente tem um subsolo e que eu não quero mais voltar lá.
32. Todos os dias a gente tenta e isso é muito cansativo.
33. Há um monte de sentimentos estranhos e desconexos fazendo tumulto no meu coração.
34. Sofro da síndrome do impostor.
35. Me tornei mais antissocial do que deveria ser.
36. Algumas pessoas vão usar o fato de você gostar delas para ter poder sobre você.
37. Por mais que seja dolorido essas pessoas devem ser banidas da nossa vida.
38. Não é vergonhoso ser vulnerável em alguns momentos.
39. A rejeição é muito difícil de ser superada.
40. Eu não posso contar com muitas pessoas quando preciso desabafar.
41. Sou muito ligada na ideia de ter um relacionamento.
42. Dá um pouco de trabalho entender quem a gente é, sozinha.
43. Nosso corpo responde perfeitamente à lei de ação e reação.
44. A mudança acontece de dentro pra fora, sempre.
45. Me perguntei e ainda me perguntarei inúmeras vezes se sou louca.
46. Algumas pessoas vão minimizar sua dor sem o menor constrangimento.
47. Tenho que parar de ter medo de fracassar antes mesmo de tentar.
48. Eu ainda não cheguei lá, mas olha o quanto cresci.
49. A gente pode conseguir o que quiser se persistir.
50. Deus e a Deusa não nos abandona nunca.

F E L I Z   2 0 1 7! 

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário