que não nos falte amor
nunca
nunca.

In Dezembros

Porque resolvi cuidar da minha energia

Hey, amigos!

Vocês já devem ter lido por aí que não tenho religião. Prefiro seguir com minhas crenças acerca do Universo e dessa energia sublime que nos rege, a qual damos o nome de Deus. Tenho uma crença bastante ampla, por sinal;  creio na força da natureza (como um todo; se é natural, pra mim, é visível, nítido), na reencarnação, nos Chakras (que nada mais são do que parte dessa natureza), o homem e sua capacidade incrível de transcender. São Jorge, São Sebastião, São Francisco, a incrível irmã Dulce, minha contemporânea. Em Sereias. E em Poseidon também. Em Caipora e no Negrinho do Pastoreio. Creio na fé. Mas, porque decidi que deveria cuidar, com mais carinho, desse setor da minha vida? Essa imagem diz muito sobre mim. 



Desde muito pequenos, somos ensinados a supervalorizar  o lado ruim das coisas. Para se ter uma ideia, é só observar o quanto ficamos surpresos e maravilhados com coisas boas que deveriam ser óbvias. E há a o penhasco sem fim das misérias, do tanto de coisa ruins que são amplamente divulgadas; não que estas devam ser camufladas, não é isso. Mas chega a ser doentia essa obsessão em ressaltar o ruim, e como isso move o mundo de forma categórica. 

A grande questão é que atraímos aquilo a que estamos sintonizados. Está aí a importância em atentar para os nossos pensamentos, palavras e ações, porque eles são a semente daqueles frutos que vamos colher. Não há escapatória. Isso é mega fácil, né? Clarooooo que não. É difícil pacas. É por isso que cheguei à conclusão de que preciso cuidar da minha espiritualidade. Ter consciência que vivo num mar de impossibilidades, mas que posso ser grata pela tábua de possibilidade que a maré traz.  Então, sigo prestando atenção aos sinais que meu coração indica. Assim, tenho aprendido a meditar, ouço muitos mantras em momentos de desespero e, sobretudo, elevo meu pensamento a algo positivo. Falo menos, escuto mais. Isso tem me ajudado a ficar bem mais centrada.

Aprendi que cuidando da nossa energia estamos cuidando da energia do mundo, e essa também é uma forma de transformar. 

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilha comigo o que você achou desse post. É muito bom ter você por aqui! ❤