In Filmes Livros Música

1 LIVRO, 1 FILME, 1 MÚSICA // JUNHO

Hey, amigos!
Últimos dias de junho, clima de festa junina (aqui no Nordeste, pois é). Compartilho com vocês o que amei muito nesse mês. Sem duvida 1 livro, 1 filme e 1 música que recomendo muito.

1 LIVRO: Sal, de Letícia Wierzchowsk. Publicado pela Intrínseca, esse título estava na minha #metadeleitura2016 (falei nesse post aqui) e já é minha indicão do mês. Como uma escrita bastante poética, a autora dá voz aos personagens (uns mais, outros menos) através de um tapete, tricotado pela matriarca Cecília. Assim, ela vai reescrevendo o passado, numa teia onde há uma cor para cada um de seus seis filhos, do falecido marido, de um grande amigo e dela própria. É, sobretudo, um livro que segue o ritmo do mar; ora calmo e sereno, ora bravo e profundo.. Já gostava da escrita de Letícia, de suas histórias, pela Casa das Sete Mulheres  e Sal não me decepcionou! 

1 FILME: Flakes, de Michael Lehmann. Nunca tinha escutado falar nesse filme. Daí, no domingo passado, estando eu na vibe tédio e procurando por um filme legal, encontrei esse no Sundance. Resultado, uma comédia despretensiosa, se mostrou um filme e tanto. Uma loja especializada em apenas cereais, um casal indie rock 'n' roll e algumas figuras tidas como esquisitas por cultivarem um gosto excessivo por Corn Flakes, Sucrilhos de Kellogg's e afins, servem de pano de fundo para, embora de forma rasa, falar de capitalismo, socialismo, amor, rancor e sonhos. Por ser comédia, isso não fica tão evidente, é necessário que se vá além do riso. Confesso que foi uma grata surpresa! E olha que não gosto tanto de comédias (isso não inclui Eddie Murphy, o rei, é claro). 

1 MÚSICA: Porcelain Heart, de Opeth. O que é essa música, essa letra, esse clipe! Escutei praticamente todos os dias e, agora mesmo, escrevo esse post com ela rodando eternamente. Não há muito o que falar, Porelain Heart faz parte do álbum Watershed, lançado pelos suecos, em 2008. Tem vocais lindos, tranquilos e elaborados. Basta dizer que tem elementos folk, jazz, blues e de sua base; o death metal escandinavo pra que eu possa morrer de amores.  Aplausos para os interlúdios de violão! "Rest your head now, don't you cry" e ouça sem demora: Youtube

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário