que não nos falte amor
nunca
nunca.

In Livros

#BOOKTAG // LIVROS E REDES SOCIAIS


Hey, amigos! 

Essa tag é bem antiga, 2014, quase no século passado, né? Achei bem legal pelo fato de poder indicar alguns livros por ela. Não vou fugir do óbvio, vai vir meus autores favoritos. Mas o bom vai ser relacionar esses livros às redes sociais da vida.

1. Twitter, aquele um livro que você quer compartilhar com todo mundo: O Morro dos Ventos Uivantes, Emily Brontë. É um dos meu livros favoritos. Tanto é que mesmo sendo favorito, emprestei pra uma colega de trabalho que eu nem conhecia direito. Resultado disso é que ela sumiu com meu livro e tive que comprar outro.

2. Facebook, um livro do qual você gostou muito e que foi recomendado por outra pessoa: Eu Receberia as piores Notícias dos Seus Lindos Lábios, Marçal Aquino. A história desse livro é bem engraçada. Quando morei em São Paulo, em 2012, onde eu ia ele estava. No Metrô, então, era recorde. Sou dessas pessoas que quando vê alguém lendo, faz de tudo pra ver a capa. Alguém reforçou essa indicação e virou um dos favoritos.

3. Tumblr, um livro que você leu antes de criar seu Blog, e do qual ainda não falou: Leite Derramado, Chico Buarque. É um dos livros mais poéticos que li. A cada página tem uma frase, um trecho, que você quer guardar. 

4. Myspace, um livro que você não tem a intenção de reler: Estorvo, Chico Buarque. Não porque seja ruim, o livro é excelente. Mas é uma história que me deixou perturbada. No livro, o narrador-personagem é atormentado por acontecimentos estranhos, mas ao mesmo tempo, mergulha em situações reais e familiares. Gente, é louco. Lindo, mas louco. E eu não posso fundir minha cabeça mais.

5. Instagram, um livro com uma capa bonita (ou, um livro "fotogênico"): Johnny Cash, Uma Biografia, Reinhard Kleist. Uma das biografias, de um dos meus cantores favoritos da vida inteira. Tem a capa mais bela da minha estante e é HQ. A história da compra desse livro é terrível. Tentei diversas vezes, a primeira esgotou a edição sem eu conseguir comprar. Reedição, viva! Extraviou e nunca recebi, recebi estorno do pagamento. Depois de um tempinho, comprei com outro vendedor e chegou certinho. Ainda não li, pq quando chegou estava lendo um de 600 e tantas páginas. Ainda estou, comecei tem 15 dias mais ou menos.

6. Youtube, um livro do qual você gostaria de ver uma adaptação para o cinema: Misto-Quente, Charles Bukowski. Fico imaginando as aventuras de Henry Chinaski criança/adolescente. Gente, o roteiro seria ótimo! Quero chorar de novo, rir de novo, me revoltar de novo, odiar toda a humanidade de novo, só que dessa vez assistindo. 

7. Skype, um livro com personagens com os quais você gostaria de conversar: Cash - A Autobiografia de Johnny Cash, Johnny Cash e Patrick Carr. Só de ler a sensação é de estar conversando com ele. Ri, chorei, fiquei apreensiva... Tanta coisa! Me tocou profundamente esse livro. É tão honesto, puro e sincero que a vontade que tive foi de pegar ele no colo e abraçar pra sempre. O mais perfeito dos imperfeitos, tão fraco e tão forte. E de pensar que esse livro não é nem um terço do que ele foi. E pensar que o paragrafo final o resume tanto. Eu o AMO, amo de verdade e para sempre. E antes que alguém diga que não o conheço, deixo avisado que o conheço desde de sempre, de outras vidas. Sou louca por ele. 

8. WhatsApp, um livro que te consome inteira, que onde você vai, ele está: História Extraordinárias, Edgar Allan Poe. Essa rede social não existia na tag original e eu acrescentei porque, sim. São os melhores contos do meu escritor favorito. Meu maldito, louco, gênio. Que prefere o que a maioria despreza: gatos pretos, corvos, escuridão. Aquele que tudo que amou, amou sozinho. O melhor da vida.

Eu sabia que seria legal responder essa tag. :) 

Related Articles

0 comentários:

Postar um comentário

Compartilha comigo o que você achou desse post. É muito bom ter você por aqui! ❤